10 garotas rebeldes na ciência para inspirar as crianças

[ad_1]

A curiosidade das crianças para descobrir o mundo ao seu redor e entender como ele funciona é um dos ingredientes que, junto com a imaginação, despertam o interesse pela ciência em meninas e meninos durante a infância. Para estimular o contato dos pequenos com o universo científico, que tal conhecer as histórias das garotas rebeldes na ciência?

Em um ensaio publicado recentemente no site Literary Hub, o psicólogo e professor da Universidade de Yale, Frank C. Keil explica que durante a infância as crianças querem saber como o mundo funciona. Combinando admiração, imaginação e curiosidade, que estimulam a investigação despertando o interesse pela ciência, os pequenos e pequenas encontram as respostas que desejam.

Porém, conforme vão crescendo, as crianças deixam de lado esse interesse científico, o que reduz gradativamente a curiosidade pela descoberta. Na vida adulta, o professor Frank aponta que essa mudança comportamental iniciada na infância se reflete, por exemplo, na literatura científica, que deixa de apresentar aos adultos livros que explicam o porquê e como o mundo continua se desenvolvendo, sendo substituída por novos conteúdos.

Por que apresentar as garotas rebeldes na ciência para as crianças?

Tanto para ajudar as crianças a levar o interesse pela ciência para a vida adulta quanto para estimular o empoderamento das garotas inspirando as pequenas a serem o que quiserem, apresentar as histórias das garotas rebeldes na ciência que transformaram o universo científico é fundamental.

“Sempre que uma garota consegue se ver liderando em uma história ou consegue se enxergar como uma cientista ou engenheira, isso é um grande avanço! Nós precisamos ver mais modelos femininos em cada aspecto da sociedade”.

– Nancy Parent, escritora

Além de expandir o repertório das crianças proporcionando novos aprendizados, as histórias revolucionárias de mulheres que venceram os desafios que surgiram em seu caminho com ousadia, coragem e muito talento, mostram para a nova geração de meninas que elas também são capazes de realizar seus sonhos com força, determinação e confiança.

Ada Lovelace

Ada Lovelace foi uma talentosa matemática e escritora que é considerada como a primeira mulher programadora da história. Ada conquistou esse título, pois desenvolveu o primeiro algoritmo processado por uma máquina.

O reconhecimento de outras descobertas de Ada, como a “máquina analítica” projetada em parceria com o cientista Charles Babbage, aconteceu somente anos após sua morte, quando o cientista Alan Turing fez referência a ela como a criadora do primeiro algoritmo.

A história de Ada, que foi encorajada pela mãe a estudar matemática, mostra para as garotas como elas também são capazes de criar coisas incríveis, enquanto ensina aos meninos a importância de reconhecer as grandes ideias das meninas.

Gladys Kalema-Zikusoka

Ilustração da veterinária Gladys Kalema-Zikusoka

Gladys Kalema-Zikusoka nasceu em Uganda e com apenas 25 anos de idade se tornou a primeira veterinária especializada em vida selvagem de seu país.

Gladys tornou- se mundialmente conhecida por desenvolver um plano de sucesso para evitar que os Gorilas das Montanhas morressem com doenças humanas. Além de salvar e aumentar a população dessa rara espécie, o trabalho inovador de Gladys se transformou na instituição Conservation Through Public Health, que reúne profissionais especializados e voluntários para cuidar e preservar a vida dos Gorilas das Montanhas.

O amor de Gladys pelos animais e seu desejo de salvar os gorilas, inspiram meninas e meninos a ajudar o próximo e trabalhar em equipe para alcançar um objetivo comum.

Bertha Lutz

Considerada uma das maiores biólogas brasileiras, Bertha Lutz é uma das garotas rebeldes na ciência que as crianças precisam conhecer.

Além do amor pela Biologia, a filha do médico Adolfo Lutz e da enfermeira Amy Bruce Lee, também estudou Direito para que pudesse ajudar na luta das mulheres por igualdade. Certa vez Bertha afirmou que “para a mulher vencer na vida, ela tem que se atirar. Se errar uma vez, tem que tentar outras cem. É justamente a nova geração a responsável por levar avante a luta da mulher pela igualdade”.

A trajetória de Bertha na ciência e na luta pelos direitos das mulheres inspira meninas a continuarem se unindo para vencer desafios com coragem, além de convidar os meninos a ajudá-las para que juntos construam um futuro com mais igualdade.

Katherine Johnson

Ilustração das cientistas da NASA Katherine Johnson, Dorothy Vaughan e Mary Jackson

Katherine Johnson foi uma matemática e cientista da computação que trabalhou na NASA e se tornou mundialmente conhecida por checar e desenvolver os complicados cálculos que permitiram que o astronauta John Glenn orbitasse a Terra em segurança.

Ao lado de Dorothy Vaughan e Mary Jackson, garotas rebeldes na ciência que também trabalharam na NASA no mesmo período, Katherine revolucionou a participação das mulheres no campo científico, inspirando o filme “Estrelas Além do Tempo”, que foi indicado ao Oscar. 

A brilhante história de Katherine junto com Dorothy e Mary, são um exemplo incrível de como as meninas podem e devem ser protagonistas de grandes descobertas, além de mostrar para os meninos como as garotas rebeldes são fontes de inspiração e novos aprendizados.

Mae Jemison

Em 1992 a astronauta Mae Jemison se tornou a primeira mulher negra a viajar para o espaço! A bordo da missão STS-47, Mae superou todas as barreiras que surgiram em seu caminho e entrou para a História das garotas rebeldes na ciência.

Além de astronauta, Mae Jemison também é médica, empreendedora e engenheira química. Sobre o empoderamento das garotas, certa vez Mae afirmou: “A primeira coisa sobre o empoderamento é entender que você tem o direito de estar envolvida. A segunda é que você tem contribuições importantes a fazer, e a terceira é que você tem de se arriscar para fazer essas contribuições.”

A história incrível de Mae apresenta valiosas lições para a vida das crianças, como a importância de desenvolver a coragem para ocupar novos espaços e de ajudar outras pessoas durante esse processo.

Marie Curie

Ilustração da Física Marie Curie

Marie Curie foi uma física que se tornou conhecida no mundo todo por descobrir junto com o marido Pierre Curie a radioatividade provocada por dois elementos chamados rádio e polônio. 

Marie também foi a primeira mulher na História a vencer por duas vezes o Prêmio Nobel. Suas descobertas foram muito importantes para salvar a vida dos soldados durante a Primeira Guerra Mundial e até hoje são muito utilizadas no tratamento de diferentes doenças.

A descoberta fascinante de Marie Curie foi feita após anos de estudo, o que mostra para as crianças que o empenho e a persistência são ingredientes fundamentais para conquistar sonhos.

Jaqueline Goes de Jesus

Jaqueline Goes de Jesus é uma das garotas rebeldes na ciência que tem se destacado no campo de pesquisa científica brasileira. Formada em Biomedicina, Jaqueline também é doutora em Patologia Humana e estuda Doenças Infecciosas em seu pós-doutorado.

Jaqueline tornou-se mundialmente conhecida por mapear os primeiros genomas do SARS-CoV-2 no Brasil em apenas 48 horas após a confirmação do primeiro caso de Covid-19 no país. 

Além de sua conquista ter sido fundamental para o acompanhamento do vírus no Brasil, a descoberta de Jaqueline também a transformou em uma boneca Barbie para inspirar e empoderar muitas garotas que sonham em ser cientistas.

Yoky Matsuoka

Ilustração da Engenheira Yoky Matsuoka

A Engenheira Yoky Matsuoka revolucionou o mundo da robótica ao criar braços mecânicos capazes de ajudar pessoas a recuperar os movimentos dos músculos. Os estudos de Yoky, fizeram com que ela se tornasse uma das primeiras pessoas a trabalhar em um departamento de pesquisa ultrassecreto.

A inteligência e talento de Yoky também a levaram a trabalhar em grandes empresas de tecnologia e inovação como Google, Twitter, Apple e Nest. 

Dentre as garotas rebeldes na ciência para inspirar as crianças, Yoky é um exemplo que se destaca por ter transformado o fato de não conseguir realizar seu sonho de jogar tênis por causa de suas lesões, em motivação para tentar e descobrir coisas novas.

Hedy Lamarr

Hedy Lamarr foi uma grande cientista e inventora, além de ter atuado também como atriz e cineasta. No campo científico, Hedy se tornou conhecida durante a Segunda Guerra Mundial, quando criou um aparelho revolucionário que causava interferência nas ondas de rádio e confundia os radares nazistas.

Por volta de 1963, Hedy voltou a revolucionar a ciência ao criar as conexões de Wi-fi, que são até hoje utilizadas todos os dias por milhares de pessoas ao redor do mundo. 

A história de Hedy mostra para as garotas que elas podem ser tudo o que quiserem e não precisam se limitar a desenvolver suas capacidades em apenas uma área, enquanto apresenta para os meninos uma trajetória inspiradora que deve ser conhecida e compartilhada.

Sonia Guimarães

Ilustração da física Sonia Guimarães

Sonia Guimarães foi a primeira mulher negra a se tornar professora no renomado Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

A brasileira e doutora em Física por uma universidade na Inglaterra, é uma garota rebelde que nunca desistiu de seus sonhos e nem deixou de lutar para que outras mulheres também pudessem ser cientistas. 

As grandes descobertas de Sonia, que já foram publicadas em diversos jornais científicos ao redor do mundo, ensinam as crianças a persistir para conquistar seus objetivos. 

Além de inspirar meninos e meninas, as histórias dessas garotas rebeldes que transformaram e ainda transformam o mundo com suas descobertas fantásticas, também são um lembrete para as famílias sobre a importância de diversificar os exemplos de pessoas bem-sucedidas apresentados às crianças.

Os livros infantis são excelentes recursos para estimular o contato dos pequenos e pequenas com as histórias de mulheres que promoveram revoluções no campo científico, mostrando para as crianças, forma lúdica e muito divertida, como elas também podem se tornar grandes cientistas, engenheiras, astronautas, físicas, dentre tantas outras profissões ligadas à ciência.

Livro personalizado Garotas Rebeldes na Ciência

No livro personalizado “Garotas Rebeldes na Ciência” as crianças se tornam protagonistas de uma inspiradora história em que vão conhecer a trajetória de mulheres que iluminaram o mundo científico com seu talento. A partir dos exemplos das garotas rebeldes, os pequenos e pequenas vão aprender a vencer seus próprios desafios com muita coragem.

Clique aqui para ler e personalizar essa história com um desconto especial. Se preferir, você também pode conhecer os planos de assinatura do Clube Dentro da História e descobrir como receber esse livro personalizado junto com um incrível Kit de Leitura recheado de atividades e brincadeiras, acessando aqui.



[ad_2]

Source link

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.